5ª Feira da Ascensão

5ª Feira da Ascensão
5ª Feira da Espiga, em Portugal
...

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Boas Intenções

Convenção para a Solução Pacífica dos Conflitos Internacionais

Sua Magestade e Imperador da Allemanha, Rei da Prussia; Sua Magestade o Imperador da Austria, Rei da Bohemia, etc., e Rei Apostolico da Hungria; Sua Magestade o Rei dos Belgas; Sua Magestade o Imperador da China; Sua Magestade o Rei da Dinamarca; Sua Magestade o Rei de Hespanha, e em Seu Nome Sua Magestade a Rainha Regente de Reino; o Presidente dos Estados Unidos da America; o Presidente, dos Estados Unidos Mexicanos; o Presidente da Republica Franceza; Sua Magestade a Rainha do Reino Unido da Gran-Bretanha e Irlanda, Imperatriz das Indias; Sua Magestade o Rei dos Hellenos; Sua Magestade o Rei de Italia; Sua Magestade o Imperador do Japão; Sua Alteza Real o Grão Duque do Luxemburgo, Duque de Nassau; Sua Alteza Real o Principe de Montenegro; Sua Magestade a Rainha dos Paizes Baixos; Sua Magestade Imperial o Schah da Persia; Sua Magestade o Rei de Portugal e dos Algarves; Sua Magestade o Rei da Romenia; Sua Magestade o Imperador de Todas as Russias; Sua Magestade o Rei da Servia; Sua Magestade o Rei de Sião; Sua Magestade o Rei da Suecia e Noruega; o Conselho Federal Suisso; Sua Magestade o Imperador dos Ottomanos e Sua Alteza o Principe da Bulgaria.


Animados do firme proposito de concorrerem para a manutenção da paz geral;
Resolvidos a favorecerem com todos os seus esforços a solução amigavel dos conflitos internacionaes;
Reconhecendo a solidariedade que une os membros da sociedade das nações civilisadas;
Desejando dilatar os dominios do direito e fortalecer o sentimento de justiça internacional;
Convencidos de que para esse resultado póde efficazmente contribuir a instituição permanente de uma jurisdicção arbitral, accessivel a todos, no seio das Potencias independente;
Tendo em consideração as vantagens de uma organisação geral e regular do processo arbitral;
Julgando com o Augusto Iniciador da Conferencia Internacional da Paz que convem consagrar em um accordo internacional os principios de equidade e de direito sobre os quaes assentam a segurança dos Estados e a conveniencia dos Povos; (...)

Concluída na Haia, em 29 de Julho de 1899.

Para ver a versão completa:
http://bo.io.gov.mo/bo/i/1900/49/out01.asp#70039ptg

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Quando a Fé é Coragem

O padre Nguyen Van Ly regressou à cadeia no Vietname, após ter sido condenado a oito anos de prisão, em 2007, pela sua oposição ao regime de partido único, e libertado em 2010, por causa da sua saúde.
O site AsiaNews, do Pontifício Instituto das Missões Estrangeiras (Santa Sé) revela hoje que o sacerdote foi detido esta segunda-feira no escritório do bispo de Hue (centro do país), onde se encontrava em prisão domiciliária.
“Os agentes policiais fizeram-se acompanhar por uma ambulância”, indica a agência católica, frisando que o padre Van Ly se encontra parcialmente paralisado, devido às suas “graves condições de saúde”, que tinham levado à libertação da cadeia em março do ano passado.
O sacerdote tinha recomeçado a enviar textos que denunciavam o Partido Comunista e acusava o governo vietnamita de “graves violações dos direitos humanos”.
O padre Van Ly, nascido em 1946, foi preso pela primeira vez no final da década de 70 do século XX, tendo passado quase 20 anos na cadeia.
A sua última condenação deveu-se à acusação de estar na origem do ‘Bloco 8406’, movimento a favor da democracia criado em 8 de abril de 2006.
O sacerdote foi também um dos editores do jornal clandestino ‘To Do Ngon Luan’ (Liberdade e Democracia).

Lisboa, 26 jul 2011
http://www.agencia.ecclesia.pt/

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus




Naquele tempo, disse Jesus à multidão: «O reino dos Céus é semelhante a um tesouro escondido num campo. O homem que o encontrou tornou a escondê-lo e ficou tão contente que foi vender tudo quanto possuía e comprou aquele campo. O reino dos Céus é semelhante a um negociante que procura pérolas preciosas. Ao encontrar uma de grande valor, foi vender tudo quanto possuía e comprou essa pérola».

terça-feira, 26 de julho de 2011

São Joaquim e Santa Ana, pais de Nossa Senhora

 
Segundo uma antiga tradição, que remonta ao séc. II, assim se chamavam os pais da Santíssima Virgem Maria. O culto de Santa Ana existia no Oriente já no séc. VI e estendeu-se ao Ocidente no séc. X. Mais recentemente foi introduzido o culto de São Joaquim.

26 de Julho, festa litúrgica de S. Joaquim e Santa Ana, far-se-á, durante a eucaristia das 11:00, na Igreja da Santíssima Trindade, a consagração dos avós.

Na mesma celebração será distribuída uma estampa como recordação aos avós.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Line, uma norueguesa de 48 anos

Esta mulher vive na ilha de Utoya há mais de 20 anos e, com o seu barco, salvou vários rapazes e raparigas que se tinham atirado para a água para fugir ao tiroteio de Anders Behring Breivik.
Assim que se apercebeu da tragédia, Line pegou no seu pequeno barco a motor e, apesar das advertências da polícia, realizou mais se de sete viagens, resgatando seis pessoas de cada vez. Uma testemunha garantiu à televisão norueguesa que esta mulher salvou pelo menos 40 vidas.
"Uns gritavam e choravam, outros estavam cobertos de sangue, todos me pediam para utilizar o telemóvel para saberem do paradeiro de alguns amigos", referiu Line, garantindo, porém, que não foi a única pessoa a ajudar.

Noruega

Bento XVI manifestou hoje (24 de Julho2011) a sua “profunda dor” pelos atentados desta sexta-feira, em Oslo, classificando como “graves” os ataques que provocaram pelo menos 92 mortes na Noruega.
“Mais uma vez, infelizmente, chegam notícias de morte e de violência. Todos sentimos uma profunda dor pelos graves atos terroristas acontecidos na última sexta-feira, na Noruega”, disse o Papa, em Castel Gandolfo, arredores de Roma, onde se encontra a passar férias.
Perante os peregrinos que se reuniram no pátio interior da residência pontifícia, Bento XVI pediu orações pelas vítimas, os feridos e os seus familiares.
“A todos quero, mais uma vez, repetir um forte apelo a abandonarem, para sempre, a via do ódio e fugirem à lógica do mal”, prosseguiu.
Dois atentados, em Oslo e na ilha de Utoya, alegadamente cometidos pelo norueguês Anders Behring Breivik, estiveram na origem do trágico balanço de mortos, inédito neste país nórdico nas últimas décadas.
Na sua intervenção dominical, Bento XVI apontou ainda o dedo a uma “mentalidade errada” que sugere apenas que peçam a Deus “coisas ou favores”, frisando que “a verdadeira qualidade da vida social depende da consciência reta de cada um, da sua capacidade e de todos de reconhecer o bem”.
O Papa deixou uma palavra particular às “pessoas chamadas a cargos de governo”, afirmando que têm “maior necessidade da ajuda de Deus”.

Cidade do Vaticano, 24 jul 2011
in http://www.agencia.ecclesia.pt

quinta-feira, 21 de julho de 2011

'Atlantis' aterra pela última vez


A hora mágica do Atlantis deverá cumprir-se hoje, às 09.58 (hora de Lisboa). Será madrugada ainda na Flórida (05.58), e esse é o momento marcado para a derradeira aterragem do vaivém na longa pista do centro espacial Kennedy, pondo fim a três décadas dos voos de ida e volta para órbita, da NASA.


'Atlantis' aterra pela última vez - Ciência - DN

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Uma riqueza para a Igreja

A ACISJF tem razão de existir, e é mesmo uma riqueza para a Igreja.
Exige que os seus membros vivam como verdadeiros cristãos, dando exemplo. Para isso :

- Espírito de serviço,
de abertura para com todos,
em especial os que vivem em particulares dificuldades.

- Deve dar alegria pela vida,
cultivar o sorriso, a esperança e a confiança
nas pessoas que a mereçam.

- Há-de alimentar a vida cristã
com a oração, os sacramentos,
e jamais aceitar o desânimo:
somos para a eternidade.

- Actuar em equipa, com alegria,
e certas do auxílio divino,
que não falta a quem o implora.

- Ensinar a actuar em equipa,
jamais mentir
e guiar-se pela Igreja e sua doutrina.

+ Aurélio, Bispo Emérito de Angra

terça-feira, 19 de julho de 2011

Jornadas Mundiais da Juventude Madrid 2011

Um jogo de futebol amigável entre estrelas já retiradas do desporto rei encerrará a Jornada Mundial da Juventude, que se celebrará dentro de um mês em Madrid. Emilio Butragueño, Fran, Donato e Rubén de la Red gravaram vários vídeos animando os jovens a comparecer neste evento festivo de encerramento da JMJ. Também outros futebolistas no activo como Júlio Baptista ou Mário Suárez se associam à iniciativa. Mais de vinte velhas glórias do futebol espanhol enfrentarão uma selecção de ex-jogadores do resto do mundo, no próximo dia 21 de Agosto às 21:00 horas no Estádio Vicente Calderón num jogo amigável “¡Gracias!” que servirá de festa de despedida da Jornada Mundial da Juventude, e que conta com o apoio da Fundação Atlético de Madrid.
A selecção de ex-futebolistas espanhóis vestirá de vermelho e será composta, entre outros, por Hierro, Rubén De la Red, Butragueño, Luis Milla, Fernando Sanz, Fran, Celades, Diego Tristán, Toni Muñoz, Santi Denia, Kiko Narváez, Ricardo Gallego ou o “Lobo” Carrasco. Por sua parte, a equipa internacional, que irá de branco, será formada por grandes figuras do futebol já retiradas como Davor Suker, Paulo Futre, Hristo Stoikhov, Milinko Pantic, Celestini, Craioveanu, Naybet, ou N’Kono. Os jovens da JMJ também serão protagonistas Um peregrino espanhol e outro de fora de Espanha terão a oportunidade de fazer as vezes de capitães das duas formações, sendo mais um membro da equipa de Espanha e da selecção do Resto do Mundo respectivamente. Por sua vez, durante o intervalo, 10 peregrinos procedentes de todo o mundo pisarão o relvado representando os seus países para marcar um penalti. Diante de si terão os guarda-redes titulares das duas equipas. Estes peregrinos serão seleccionados dentro dos grupos que adquiram um maior número de entradas. Um deles será australiano.
mais informação http://www.madrid11.com/images/stories/prensa/comunicados/pt/20110708-pt.pdf

Metro de Paris faz 111 anos!

Funcionário trabalha em primeiros trens do metrô de Paris no início de 1900. Foto: AFP
Primeiros comboios do metro de Paris.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Nadia Comaneci 1976 Olympics AA BB Perfect 10.0



A sua estreia em Jogos Olímpicos foi aos catorze anos, na edição de 1976 realizada no mês de julho, no Canadá. Na ocasião, a ginasta esteve presente em seis das seis finais possíveis.
No dia 18 de Julho, a romena executou nas paralelas assimétricas uma rotina arrojada, que agradou ao público. No fim da apresentação, depois da análise dos árbitros, o placar mostrou a nota 1.00. Num primeiro momento, o ginásio ficou em silêncio, sem entender como aquela técnica podia receber um score tão baixo. Contudo, logo se percebeu a fragilidade dos placares: como um dez perfeito nunca tinha sido atingido, não tinham sido programados para registar tal marca. Pela primeira vez na história olímpica, uma ginasta recebia o chamado dez perfeito. No dia seguinte, durante a final por equipas, Nadia atingiu as suas segunda e terceira notas dez ao executar o seu exercício na trave de equilíbrio e, novamente, nas barras assimétricas.

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Nossa Senhora do Carmo

16 Julho - Dia de Nossa Senhora do Carmo

A Sagrada Escritura exalta a beleza do monte Carmelo, onde o profeta Elias, ardendo de zelo pelo Deus vivo, defendeu a pureza da fé de Israel. Neste monte, junto à fonte que tinha o nome do profeta, estabeleceram-se alguns eremitas nos finais do séc. XII, os quais, no início do século seguinte, tendo recebido de S. Alberto, Patriarca latino de Jerusalém, uma fórmula de vida, aí construíram um oratório dedicado à Mãe de Deus, ficando assim juridicamente constituídos com o título de “Santa Maria do Monte Carmelo”. Desde então experimentaram a protecção maternal da sua Senhora, a Virgem puríssima, a quem chamaram “Irmã”, primeiramente na prática da vida contemplativa e mais tarde no dom aos irmãos das riquezas recolhidas na íntima comunhão com Deus na prática da vida fraterna. Por isso começaram a intitular-se: “Irmãos de Santa Maria do Monte Carmelo”.
 
Santíssima Virgem Maria, Esplendor e Glória do Carmelo, olhais com especial ternura os que se revestem do vosso Santo Escapulário. Cobri-me com o manto da vossa maternal protecção, pois a Vós me consagro hoje e para sempre. Fortalecei a minha fraqueza com o vosso poder. Iluminai a escuridão do meu espírito com a vossa sabedoria. Aumentai em mim a fé, a esperança e a caridade. Adornai a minha alma com muitas graças e virtudes. Assisti-me na vida, consolai-me na morte com a vossa presença e apresentai-me à Santíssima Trindade como vosso filho dedicado, para que eu possa louvar-Vos por toda a eternidade.
Amén!

quinta-feira, 14 de julho de 2011

João Cristino da Silva (14 de Julho 1829 - 12 de Maio 1877)


 "Caminho da Pena", óleo sobre tela

João Cristino da Silva foi o primeiro pintor português a dedicar-se à pintura da paisagem.
O artista pintou ao longo dos seus 47 anos de vida, mais de trezentos quadros.

Acabou os seus dias no hospício de Rilhafoles, em virtude de ter enlouquecido.

quarta-feira, 13 de julho de 2011

D. Manuel Pelino Domingues apela ao cultivo da memória de Deus como factor de esperança e como meio para evitar `a moda da indiferença religiosa`

Decorre no Santuário de Fátima a Peregrinação Aniversária de Julho.
Para as celebrações da vigília do dia 12, que se prolongam por toda a madrugada do dia 13, anunciaram-se 44 grupos de peregrinos de vários países.
Durante a homilia da missa celebrada esta noite no Recinto de Oração, D. Manuel Pelino Domingues apelou ao cultivo e à transmissão da memória de Deus, “nestes tempos de esquecimento de Deus, de indiferença religiosa e de insegurança existencial”.
"Deus parece ausente da vida quotidiana. Não mora na cidade dos homens. Se não prestarmos atenção aos sinais da sua providência, se não avivarmos constantemente a memória de Deus, podemos cair na indiferença religiosa, hoje em moda, e perder o sentido da Sua presença e protecção", disse, alertando que "sem fé viva em Deus caímos na solidão interior, na insegurança, no desânimo".
“Nota-se hoje um sentimento de insegurança, de solidão, de desânimo, porque sem Deus ficamos entregues a nós mesmos, dependentes dos nossos medos, sem luz para nos orientarmos”, disse o bispo de Santarém, que considera que, à medida que se apaga a memória Deus “e o sentido da sua presença”, “perdem-se as referências do bem e do mal”.
“Falta sobretudo o apelo ao amor verdadeiro, à liberdade e à fraternidade”, constatou.
É preciso portanto, cultivar, "manter viva e transmitir” a memória de Deus, porque “a memória fundamenta a esperança”.
“A memória fundamenta a esperança, uma esperança fundamentada nas maravilhas narradas na história da salvação e na nossa própria experiência vivida. A esperança ilumina o futuro que a Deus pertence”.

LeopolDina Simões
Bolletim Informativo do Santuário de Fátima 98/2011, de 12 de Julho, 23:00

terça-feira, 12 de julho de 2011

Hospitais devem retirar objectos alusivos à infância

A Inspecção-Geral das Actividades em Saúde (IGAS) recomenda aos hospitais públicos que retirem dos gabinetes onde atendem mulheres para interrupção voluntária da gravidez objectos que possam interferir com a escolha das utentes.
No relatório da IGAS, é recomendado que objectos alusivos à infância ou do foro religioso sejam removidos dos gabinetes médicos e de apoio psicológico e social onde é prestado atendimento a estas utentes.
A inspecção diz ainda que as unidades de saúde devem criar um telefone direto para a consulta hospitalar da interrupção voluntária da gravidez (IVG), "facilitando o cumprimento dos prazos legais".

in  http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1905024

Assistimos à inversão dos princípios e valores...

Cabe-nos a todos, a cada um, dar testemunho, transmitir aquilo em que acreditamos, e, sobretudo, defender a vida e a dignidade, principalmente dos mais frágeis, dos que não se podem defender.
Cabe-nos fazer a nossa pequena parte para que toda a mãe possa ter o apoio que necessita, para poder dar o melhor futuro possível ao seu filho.
Com a ajuda de Maria, Mãe da Humanidade!

Índia: Igreja condena atentados à dignidade das meninas

ZENIT - Índia: Igreja denuncia mudança de sexo de recém-nascidas

Representantes da Igreja Católica na Índia denunciaram as cirurgias de mudança de sexo que os médicos realizam a pedido dos pais que deram à luz uma menina.

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Festa dos Tabuleiros - Tomar


O motivo principal da Festa dos Tabuleiros é o Grande Cortejo dos Tabuleiros que adquiriu tanta importância que deu o nome à Festa que hoje só é conhecida por Festa dos Tabuleiros.
Como afirmava o saudoso Dr. Fernando Araújo Ferreira «o tabuleiro é um hino de cor. Um poema nascido da arte popular tomarense. Das mãos e inspiração do seu povo. Obedecendo a regras tradicionais, é ele que o arma é ele que o ornamenta. De gerações em gerações passou o jeito, a herança bonita. O Tabuleiro é uma oferta de pão, por isso o pão deve ficar à vista, a ornamentação pertence ao gosto de quem o decora, com flores de papel e verdura se for caso disso. O Cortejo vive e encanta pela variedade de cores e ornamentações.»

texto in www.tabuleiros.org

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Nada me Faltará

Acho que descobri a política - como amor da cidade e do seu bem - em casa. Nasci numa família com convicções políticas, com sentido do amor e do serviço de Deus e da Pátria. O meu Avô, Eduardo Pinto da Cunha, adolescente, foi combatente monárquico e depois emigrado, com a família, por causa disso. O meu Pai, Luís, era um patriota que adorava a África portuguesa e aí passava as férias a visitar os filiados do LAG. A minha Mãe, Maria José, lia-nos a mim e às minhas irmãs a Mensagem de Pessoa, quando eu tinha sete anos. A minha Tia e madrinha, a Tia Mimi, quando a guerra de África começou, ofereceu-se para acompanhar pelos sítios mais recônditos de Angola, em teco-tecos, os jornalistas estrangeiros. Aprendi, desde cedo, o dever de não ignorar o que via, ouvia e lia.
Aos dezassete anos, no primeiro ano da Faculdade, furei uma greve associativa. Fi-lo mais por rebeldia contra uma ordem imposta arbitrariamente (mesmo que alternativa) que por qualquer outra coisa. Foi por isso que conheci o Jaime e mudámos as nossas vidas, ficando sempre juntos. Fizemos desde então uma família, com os nossos filhos - o Eduardo, a Catarina, a Teresinha - e com os filhos deles. Há quase quarenta anos.
Procurei, procurámos, sempre viver de acordo com os princípios que tinham a ver com valores ditos tradicionais - Deus e a Pátria -, mas também com a justiça e com a solidariedade em que sempre acreditei e acredito. Tenho tentado deles dar testemunho na vida política e no serviço público. Sem transigências, sem abdicações, sem meter no bolso ideias e convicções.
Convicções que partem de uma fé profunda no amor de Cristo, que sempre nos diz - como repetiu João Paulo II - "não tenhais medo". Graças a Deus nunca tive medo. Nem das fugas, nem dos exílios, nem da perseguição, nem da incerteza. Nem da vida, nem na morte. Suportei as rodas baixas da fortuna, partilhei a humilhação da diáspora dos portugueses de África, conheci o exílio no Brasil e em Espanha. Aprendi a levar a pátria na sola dos sapatos.
Como no salmo, o Senhor foi sempre o meu pastor e por isso nada me faltou -mesmo quando faltava tudo.
Regressada a Portugal, concluí o meu curso e iniciei uma actividade profissional em que procurei sempre servir o Estado e a comunidade com lealdade e com coerência.
Gostei de trabalhar no serviço público, quer em funções de aconselhamento ou assessoria quer como responsável de grandes organizações. Procurei fazer o melhor pelas instituições e pelos que nelas trabalhavam, cuidando dos que por elas eram assistidos. Nunca critérios do sectarismo político moveram ou influenciaram os meus juízos na escolha de colaboradores ou na sua avaliação.
Combatendo ideias e políticas que considerei erradas ou nocivas para o bem comum, sempre respeitei, como pessoas, os seus defensores por convicção, os meus adversários.
A política activa, partidária, também foi importante para mim. Vivi--a com racionalidade, mas também com emoção e até com paixão. Tentei subordiná-la a valores e crenças superiores. E seguir regras éticas também nos meios. Fui deputada, líder parlamentar e vereadora por Lisboa pelo CDS-PP, e depois eleita por duas vezes deputada independente nas listas do PSD.
Também aqui servi o melhor que soube e pude. Bati- -me por causas cívicas, umas vitoriosas, outras derrotadas, desde a defesa da unidade do país contra regionalismos centrífugos, até à defesa da vida e dos mais fracos entre os fracos. Foi em nome deles e das causas em que acredito que, além do combate político directo na representação popular, intervim com regularidade na televisão, rádio, jornais, como aqui no DN.
Nas fraquezas e limites da condição humana, tentei travar esse bom combate de que fala o apóstolo Paulo. E guardei a Fé.
Tem sido bom viver estes tempos felizes e difíceis, porque uma vida boa não é uma boa vida. Estou agora num combate mais pessoal, contra um inimigo subtil, silencioso, traiçoeiro. Neste combate conto com a ciência dos homens e com a graça de Deus, Pai de nós todos, para não ter medo. E também com a família e com os amigos. Esperando o pior, mas confiando no melhor.

Seja qual for o desfecho, como o Senhor é meu pastor, nada me faltará.
(Maria José Nogueira Pinto)

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Sugestão de Férias


Prazeres
O primeiro olhar da janela de manhã
O velho livro de novo encontrado
Rostos animados
Neve, o mudar das estações
O jornal
O cão
A dialéctica
Tomar duche, nadar
Velha música
Sapatos cómodos
Compreender
Música nova
Escrever, plantar
Viajar, cantar
Ser amável.

Bertold Brecht, in 'Do Pobre B.B.'

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Sardinhas Assadas na Brasa

RECEITA:
Duas horas antes de as confeccionar, ponha-as num alguidar escorredor e salpique-as com abundante sal grosso.
Prepare as brasas do seu fogareiro e aqueça bem a grelha (isto é muito importante para que o peixe não fique colado à grelha), colocando-a a uma distancia de cerca de 5 cm das brasas.
Sacuda ou se preferir passe as sardinhas por água corrente (dentro do escorredor) e disponha-as na grelha. Asse-as bem dos dois lados (dependendo das brasas do seu fogareiro +/- 3 minutos de cada lado).
Se as brasas se incendiarem com a gordura soltada pelas sardinhas, não deite água levante apenas a grelha e espere que o fogo se apague.

Muito complicado??

Solução Perfeita:
Às 4ª feiras, venha almoçar no nosso Self-service, Sente-se na nossa esplanada, comece com um Gaspacho fresquinho, escolha Sardinhas Assadas na Brasa, e opte por uma deliciosa sobremesa ou fruta!

Sinta-se de Férias, no intervalo do almoço!!

Vacinas

Em1885 Louis Pasteur testa com sucesso sua vacina anti-rábica.


Foi a salvação de Joseph Meister, um rapaz de nove anos que tinha sido atacado por um cão raivoso, como notou em 2007 a revista “Wired”: a 6 de Julho de 1885, Pasteur administrou a vacina contra a raiva em Meister, que sobreviveu assim a uma morte certa e evitou o contágio da raiva.

terça-feira, 5 de julho de 2011

Apontamento económico

A 5 de julho de 1883, nasce John Keynes. Foi o economista mais importante da primeira metade do século XX. O seu trabalho teve impacto sobre o pensamento e a prática política em quase todas as nações capitalistas. A teoria keynesiana propunha a intervenção estatal na vida económica para conduzir ao regime de pleno emprego, tratava-se de dar primazia ao crescimento e ao pleno emprego, e não à estabilidade monetária e à competitividade externa.

"... as ideias dos economistas e dos filósofos políticos, tanto quando estão certos como quando estão errados, são muito mais poderosas do que normalmente se imagina. Na verdade, o mundo é governado quase que exclusivamente por elas. Homens práticos, que se julgam imunes a quaisquer influências intelectuais, geralmente são escravos de algum economista já falecido."
John Maynard Keynes

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Dia de Santa Isabel de Portugal


Santa Isabel, filha dos reis de Aragão, nasceu no ano 1271. Era ainda muito jovem quando foi dada em casamento ao rei de Portugal; teve dois filhos. Dedicou-se de modo singular à oração e às obras de misericórdia, e suportou infortúnios e dificuldades com grande fortaleza de ânimo. Depois da morte de seu marido, distribuiu os seus bens pelos pobres e tomou o hábito da Ordem Terceira de S. Francisco. Morreu no ano 1336, quando mediava o acordo de paz entre seu filho e seu genro.

sexta-feira, 1 de julho de 2011

DIA DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA E DAS COMUNIDADES MADEIRENSES

DIA DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA E DAS COMUNIDADES MADEIRENSES

Captura de ecra� - 2011-05-26, 12.49.25.jpg

O Dia da Madeira e das Comunidades Madeirenses, ou simplesmente Dia da Madeira é celebrado a 1 de Julho e comemora a autonomia que Portugal concedeu à Região Autónoma da Madeira na Constituição Portuguesa de 1976. O feriado é assinalado em toda a Região com lançamentos de foguetes e girândolas de fogo, cerimónia na Assembleia Legislativa Regional, deposição de flores na Estátua da Autonomia pelas entidades oficiais da Região e o Te Deum na Sé do Funchal. Embora seja comemorado oficialmente só na Madeira, os cidadãos e imigrantes madeirenses comemoram-no no mundo inteiro .