Este é o Tempo

Este é o Tempo

ESTE É O TEMPO PARA ESPERAR CONTRA TODA A ESPERANÇA, PARA TRABALHAR PELA JUSTIÇA E PELA PAZ, PARA AMAR AS PESSOAS, PARA AMÁ-LAS UMA A UMA

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Olhai os lírios do campo...!

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou há-de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Vós não podeis servir a Deus e ao dinheiro. Por isso vos digo: «Não vos preocupeis, quanto à vossa vida, com o que haveis de comer, nem, quanto ao vosso corpo, com o que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento e o corpo mais do que o vestuário? Olhai para as aves do céu: não semeiam nem ceifam nem recolhem em celeiros; o vosso Pai celeste as sustenta. Não valeis vós muito mais do que elas? Quem de entre vós, por mais que se preocupe, pode acrescentar um só côvado à sua estatura? E porque vos inquietais com o vestuário? Olhai como crescem os lírios do campo: não trabalham nem fiam; mas Eu vos digo: nem Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como um deles. Se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada ao forno, não fará muito mais por vós, homens de pouca fé? Não vos inquieteis, dizendo: ‘Que havemos de comer? Que havemos de beber? Que havemos de vestir?’ Os pagãos é que se preocupam com todas estas coisas. Bem sabe o vosso Pai celeste que precisais de tudo isso. Procurai primeiro o reino de Deus e a sua justiça, e tudo o mais vos será dado por acréscimo. Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, porque o dia de ama­nhã tratará das suas inquietações. A cada dia basta o seu cuidado».

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Aniversário do nascimento de Cesário Verde

José Joaquim Cesário Verde (Lisboa, 25 de Fevereiro de 1855 — Lumiar, 19 de Julho de 1986) foi um grande poeta português.


Filho do lavrador e comerciante José Anastácio Verde e de Maria da Piedade dos Santos Verde, Cesário matriculou-se no Curso Superior de Letras em 1873, frequentando por apenas alguns meses o curso de Letras. Ali conheceu Silva Pinto, grande amigo pelo resto da vida. Dividia-se entre a produção de poesias (publicadas em jornais) e as actividades de comerciante, herdadas do pai.

Em 1877 lhe começou a dar sinais a tuberculose, doença que já lhe tirara o irmão e a irmã. Estas mortes servem de inspiração a um de seus principais poemas, Nós (1884).
Tenta curar-se da tuberculose, sem sucesso; vem a falecer no dia 19 de Julho de 1886. No ano seguinte Silva Pinto organiza O Livro de Cesário Verde (disponível ao público em 1901), compilação de sua poesia.
De poesia delicada, Cesário empregou técnicas impressionistas, com extrema sensibilidade ao retratar a Cidade e o Campo, seus cenários predilectos. Evitou o lirismo tradicional, expressando da forma mais natural possível.

Decreto 25 de Fevereiro de 1869

Direcção Geral do Ultramar
1ª Repartição
 Tomando em consideração o relatório dos ministro e secretários d'estado das differentes repartições, tendo sido ouvido o conselho ultramarino, e usandob da auctorisação concedida pelo artigo 15 parágrafo 1º do acto addicional à carta constitucional da monarchia ; hei por bem decretar o seguinte:
 Artigo 1º Fica abolido o estado de escravidão em todos os territórios da monarchia portugueza desde o dia da publicação do presente decreto.
Art.2º Todos os individuos dos dois sexos, sem excepção alguma, que no mencionado dia se acharem na condição de escravos, passarão à de libertos e gosarão de todos os direitos, e ficarão sujeitos a todos os deveres concedidos e impostos aos libertos pelo Decreto de 14 de dezembro de 1854.
 Art.3º Os serviços a que os mencionados libertos ficam obrigados em conformidade com o referido decreto, pertencerão às pessoas de quem elles no mesmo dia tiverem sido escravos.


quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Clemente VIII - nascido Ippolito Aldobrandini (Florença, 24 de fevereiro de 1536)

Era advogado e foi aluno de São Filipe Neri, pregava e impunha disciplina. Firmou a paz entre a França e a Espanha em razão dos conflitos entre católicos e huguenotes. Celebrou o XII Jubileu (1600).
Em 1598 Clemente conseguiu fazer e mediar um tratado de paz entre Espanha e França (Paz de Vervins) terminando um longo conflito, e negocia também a paz entre França e Sabóia. Apesar do nome Clemente, não dispunha de clemência com os bandidos que percorriam toda a Itália central, nem com quaisquer criminosos.
Em 1602, Clemente VIII, com a bula "Incrustabile Divine", fundou a "Congregatio de Propaganda Fide" (Congregação para a Propagação de Fé) criando uma poderosa palavra e atividade que seria disseminada nos séculos seguintes: depois de definir a congregação, a palavra passou a ter o sentido de propaganda em 1680 em italiano, em 1753 em francês, em 1842 em inglês. Também foi Clemente VIII que, em 1592, encerrou o conflito em torno do texto oficial da Bíblia, publicando a Vulgata. Em 1596, reeditou o Index Librorum Prohibitorum.

O papa Clemente também foi o responsável pela liberação do consumo de café na Europa. Por volta de 1570, o café foi introduzido em Veneza, Itália, mas a bebida, considerada maometana, era proibida aos cristãos e somente foi liberada após o papa Clemente VIII provar o café.

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

São Policarpo de Esmirna (c. 69 — c. 155)

Policarpo de Esmirna (c. 69 — c. 155) foi bispo de Esmirna (actualmente na Turquia) no segundo século. Morreu como um mártir, vítima da perseguição romana, aos oitenta e seis anos. É reconhecido como santo tanto pela Igreja Católica Romana como pelas Igrejas Ortodoxas Orientais.

Policarpo foi ordenado bispo de Esmirna pelo próprio João Evangelista. De caráter recto, de grande sabedoria, amor a Igreja e fidelidade à ortodoxia da fé, era respeitado por todos no Oriente. Durante a perseguição, o bispo com 86 anos, escondeu-se até ser preso e levado ao governador, que pretendia convencê-lo a negar Cristo. Policarpo, porém, proferiu estas palavras: "Há oitenta e seis anos que sirvo a Cristo e nenhum mal tenho recebido Dele. Como poderei negar Aquele a quem prestei culto e rejeitar o meu Salvador?".


É um dos grandes Pastores Apostólicos, ou seja, pertencia ao número daqueles que conviveram com os primeiros apóstolos e serviram de elo entre a Igreja primitiva e a igreja do mundo greco-romano.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

FERNANDES VASCO / St Peter

Festa da Cadeira de São Pedro


"Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; e as portas do Inferno nunca prevalecerão contra ela." Mt 16,18
Hoje é o Dia da Cátedra de São Pedro. Não sabemos bem como se originou essa festa. Mas é certo que existe uma inscrição, datada de 370 - portanto, há mais de 1.600 anos - atribuída ao Papa São Dâmaso, falando de uma cadeira portátil, dentro do Vaticano, e que é considerada a "cátedra" do Apóstolo Pedro.
Hoje, dessa cadeira restam apenas algumas relíquias de madeira, conservadas e honradas, num lugar onde o grande artista Bernini levantou um monumento grandioso, em honra do primeiro Papa, a Basílica de São Pedro.

 A celebração de festa da Cátedra de São Pedro tem o significado e o apelo à unidade dos cristãos, sob a guia do Papa, representante visível de Cristo.
O Evangelho une-nos a Pedro, mas também a todos os apóstolos e membros da Igreja.

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Dia Internacional da Língua Materna

Dia Internacional da Língua Materna (UNESCO)
Em 1999, a UNESCO estabeleceu o dia 21 de Fevereiro de cada ano como o Dia Internacional das Línguas Maternas. Esta comemoração impulsionou, assim, os esforços dessa Organização Internacional para proteger as quase seis mil diferentes línguas existentes ao redor do mundo e, ao mesmo tempo, preservar a diversidade cultural.

O Conselho Geral, órgão supremo da UNESCO, reconheceu o papel que tem a língua materna não só no desenvolvimento da criatividade, da capacidade de comunicação e na elaboração de conceitos, como também no facto de que as línguas maternas constituem o primeiro vector da identidade cultural.

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

20 de Fevereiro dia de BB. Francisco e Jacinta Marto

Francisco Marto nasceu em Aljustrel, Fátima, no dia 11 de Junho de 1908, e sua irmã Jacinta Marto nasceu na mesma localidade, no dia 11 de Março de 1910. Na sua humilde família aprenderam a conhecer e louvar a Deus e a Virgem Maria. Em 1916 viram três vezes um Anjo e em 1917 seis vezes a Santíssima Virgem que os exortavam a rezar e a fazer penitência pela remissão dos pecados, para obter a conversão dos pecadores e a paz para o mundo. Ambos quiseram imediatamente responder com todas as suas forças a estas exortações. Inflamados cada vez mais no amor a Deus e às almas, tinham uma só aspiração: rezar e sofrer de acordo com os pedidos do Anjo e da Virgem Maria. Francisco faleceu no dia 4 de Abril de 1919 e Jacinta no dia 20 de Fevereiro de 1920. O papa João Paulo II deslocou-se a Fátima no dia 13 de Maio de 2000 para beatificar as duas primeiras crianças não mártires.


da página web do Secretariado Nacional da Liturgia

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Santo Agostinho

"Ama e faz o que quiseres. Se calares, calarás com amor; se gritares, gritarás com amor; se corrigires, corrigirás com amor; se perdoares, perdoarás com amor. Se tiveres o amor enraizado em ti, nenhuma coisa senão o amor serão os teus frutos."

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

“Nos rostos dos doentes, sabei ver sempre o rosto dos rostos: o de Cristo"

“Se cada homem é nosso irmão, tanto mais o fraco, aquele que sofre e aquele que precisa de cuidados no campo da saúde deve estar no centro da nossa atenção, para que nenhum deles se sinta esquecido ou marginalizado”

Mensagem do Papa Bento XVI para o Dia Mundial do Doente 2011