5ª Feira da Ascensão

5ª Feira da Ascensão
5ª Feira da Espiga, em Portugal
...

quinta-feira, 31 de março de 2011

ANUNCIAÇÃO

Surdo murmúrio do rio,
a deslizar, pausado, na planura.
Mensageiro moroso
dum recado comprido,
di-lo sem pressa ao alarmado ouvido
dos salgueirais:
a neve derreteu
nos píncaros da serra;
o gado berra
dentro dos currais,
a lembrar aos zagais
o fim do cativeiro;
anda no ar um perfumado cheiro
a terra revolvida;
o vento emudeceu;
o sol desceu;
a primavera vai chegar, florida.

Miguel Torga

segunda-feira, 28 de março de 2011

Alexandre Herculano de Carvalho e Araújo (28 de Março de 1810 — 13 de Setembro de 1877)

Foi um escritor, historiador, jornalista e poeta português da era do romantismo.
No jornal Panorama por volta de 1840; publicou obras de ficção, como Eurico, o Presbítero de 1844, e ganhou fama como historiador; publicou a História de Portugal, em quatro volumes, e História da Origem e Estabelecimento da Inquisição em Portugal.

Mas a obra que vai transformar Alexandre Herculano no maior português do século XIX é a sua História de Portugal, cujo primeiro volume é publicado em 1846. Obra que introduz a historiografia científica em Portugal.
Herculano deixou ensaios sobre diversas questões polémicas da época, que se somam à sua intensa actividade jornalística.

A parte mais significativa da obra literária de Herculano concentra-se em seis textos em prosa, dedicados principalmente ao género conhecido como narrativa histórica.

"Eu não me envergonho de corrigir os meus erros e mudar de opinião, porque não me envergonho de raciocinar e aprender."
Alexandre Herculano



sábado, 26 de março de 2011

Oração a Nossa Senhora do Bom Conselho

Senhora! Abençoai os nosso esforços
assisti-nos com a vossa graça,
afervorai a nossa vontade
no desempenho desta Obra
que vos oferecemos.
Tomai-nos debaixo da vossa protecção
E não nos desampareis um só momento.
Amén

E ilumina a  Assembleia Geral da nossa Associação, para que possa dar frutos!

sexta-feira, 25 de março de 2011

Anunciação do Senhor

[Anunciação_Fra+Angelico.jpg]
Anunciação. Fra Angelico

No momento da Anunciação, através do Anjo Gabriel, Deus expõe portanto, a Maria os Seus desígnios. E Maria, livre, consciente e generosamente, aceita a vontade do Senhor a seu respeito, realizando-se assim o mistério da Incarnação do Verbo. Nesse momento, com efeito, a segunda Pessoa da Santíssima Trindade começa a Sua existência humana. O filho de Deus faz Se Filho do Homem. O Deus Altíssimo torna-Se o «Deus connosco».


Essencialmente festa do Senhor, a Anunciação não pode deixar de ser, ao mesmo tempo, uma festa perfeitamente mariana. Na verdade, foi pelo sim de Maria que a Incarnação se realizou, a nova Aliança se estabeleceu e a Redenção do mundo pecador ficou assegurada.
Aprendamos a dizer com Maria:
"Faça-se em mim, segundo a Tua vontade!"

quinta-feira, 24 de março de 2011

Modelo para a Juventude

Celebra-se hoje, um pouco por todo o mundo, o Dia Mundial da Juventude.
Desde sempre se vem identificando esta época da vida, como aquela em que mais se procuram modelos de vida, desafios, heróis ou mesmo ídolos.
Para nós cristãos o Herói, o modelo a seguir é sem dúvida Jesus Cristo!
Ao longo da história temos sido abençoados por Deus com Vidas que nos marcam, nos deixam exemplos e modelos de vidas dedicadas a imitar Jesus Cristo.
Faz hoje 31 anos que D. Óscar Romero foi assassinado enquanto proferia a sua homília dominical, na sua diocese.
Deu a vida por aquilo em que acreditava! Por ter escolhido seguir Jesus Cristo!
Parece apropriado que no Dia Mundial da Juventude, façamos eco de verdadeiros modelos de vida, exemplos a seguir, heróis dos nossos dias.

Biografia de D. Óscar Romero
Nascido em  Ciudad Barrios, em El Salvador, a 15 de Agosto de 1917 numa familia de origens humildes.
Em 3 de fevereiro de 1977 foi nomeado Arcebispo de San Salvador. Escolhido como arcebispo pelo seu conservadorismo, uma vez nomeado aderiu à não-violência, posição que o levou a ser comparado a Mahatma Gandhi e a Martin Luther King. Óscar Romero passou a denunciar, nas suas suas homilias dominicais, as numerosas violações de direitos humanos em El Salvador e manifestou publicamente a sua solidaridade com as vítimas da violência política, no contexto da Guerra Civil de El Salvador.
Na homilia de 11 de novembro de 1977, Monsenhor Romero afirmou: "a missão da Igreja é identificar-se com os pobres. Assim a Igreja encontra sua salvação."
Óscar Romero foi assassinado enquanto celebrava missa, a 24 de março 1980, por um atirador de elite do exército salvadorenho. A sua morte provocou uma onda de protestos em todo o mundo.
Foi declarado servo de Deus pelo Papa João Paulo II.

quarta-feira, 23 de março de 2011

Jejum e Abstinência nesta Quaresma

Abstenha-se de julgar os outros
e descubra o Jesus que mora neles.
Abstenha-se de palavras ofensivas
e encha-se de frases elogiosas.
Abstenha-se do descontentamento
e encha-se de sentido de gratidão.
Abstenha-se de sentimentos de raiva
e encha-se de mansidão e paciência.
Abstenha-se de pessimismo
e encha-se de confiança no futuro.
Abstenha-se de preocupações demasiadas
e encha-se da lembrança da ternura de Deus.
Abstenha-se de queixar-se de tudo
e encha-se das belezas da criação.
Abstenha-se de trabalhar sob pressão
e encha-se de tempos de oração.
Abstenha-se de amargura e tristeza
e encha de alegria o seu coração.
Abstenha-se de sentimentos de rancor
e encha-se de atitudes de reconciliação.
Abstenha-se de muitas palavras vazias
para se encher de silêncio e escuta,
pois este é o JEJUM e a ABSTINÊNCIA
que Jesus espera de cada um !
(encontrado na internet)

terça-feira, 22 de março de 2011


Disse-lhe Jesus:
«Dá-me de beber.»
Evangelho segundo S. João 4

Vaticano assinala Dia Mundial da Água, 22 de Março

(Ecclesia) – O jornal do Vaticano lembra a celebração do Dia Mundial da Água, que hoje se assinala, afirmando que se trata de “uma riqueza a subtrair às leis do mercado”.
O Dia Mundial da Água é uma iniciativa nascida em 1992, na Conferência sobre o Ambiente e o Desenvolvimento, promovida pela ONU no Rio de Janeiro.
Todos os anos morrem quase cinco milhões de pessoas, sobretudo crianças, por causa das doenças associadas ao consumo de água não potável ou a carências hídricas.
A questão tem merecido várias intervenções do actual Papa e dos responsáveis do Vaticano, destacando-se, no artigo de «L’Osservatore Romano», a mensagem para o dia da Santa Sé na Exposição internacional de Saragoça (Espanha), em 2008, sobre água e desenvolvimento sustentável.
Nesse texto, Bento XVI afirma que, “a água bem essencial e indispensável que o Senhor deu ao homem para manter e desenvolver a vida” é considerada “um bem que deve ser especialmente protegido através de claras políticas nacionais e internacionais”.
O Papa contesta “as posições daqueles que consideram e tratam a água apenas como um bem económico”, assinalando que “a sua utilização deve ser racional e solidária, fruto de uma sinergia equilibrada entre o sector público e o privado”.
Na Mensagem para o Dia Mundial da Paz 2010, Bento XVI alertava para a “questão, hoje mundial, da água e ao sistema hidrológico global, cujo ciclo se reveste de primária importância para a vida na terra, mas está fortemente ameaçado na sua estabilidade pelas alterações climáticas”.
Em 2007, numa mensagem escrita por ocasião do Dia Mundial da Água, o Papa afirmava que “a água é um direito inalienável", pedindo que todos possam ter acesso a ele, "em particular quem vive em condições de pobreza".
O Dia Mundial da Água tem como tema, em 2011, «Água para as cidades – respostas ao desafio urbano».

OC
Internacional
Agência Ecclesia
2011-03-22
11:19:11

segunda-feira, 21 de março de 2011

Dia Mundial da Árvore


Compêndio da Doutrina Social da Igreja
487
A atitude que deve caracterizar o homem perante a criação é essencialmente a da gratidão e do reconhecimento: de facto, o mundo reconduz-nos ao mistério de Deus que o criou e o sustém. Se se coloca entre parêntesis a relação com Deus, esvazia-se a natureza do seu significado profundo, depauperando-a. Se, ao contrário, se descobre a natureza na sua dimensão de criatura, é possível estabelecer com ela uma relação comunicativa, colher o seu significado evocativo e simbólico, penetrar assim no horizonte do mistério, franqueando ao homem a abertura para Deus, Criador dos céus e da terra. O mundo oferece-se ao olhar do homem como rasto de Deus, lugar no qual se desvela a Sua força criadora, providente e redentora.


do Cântico ao Irmão Sol
(...)Louvado sejas, Senhor meu, pela irmã, nossa mãe, a terra, que nos sustenta e nos governa, e dá tantos frutos e coloridas flores, e também as ervas (...)
São Francisco de Assis

sexta-feira, 18 de março de 2011

Dia do Pai - Dia de São José, Esposo de Maria

19 MARÇO
Nos desígnios de Deus, José foi o homem escolhido para ser o pai adoptivo de Jesus. É no seio da sua família modestíssima que se realiza, com efeito, o Ministério da Incarnação do Verbo. Intimamente unido à Virgem-Mãe e ao Salvador, José situa-se num plano muito superior ao dos mais profundos místicos: amando Jesus, amava o Seu Deus; toda a ternura respeitosa, com que envolvia Maria, dirigia-se à Imaculada Mãe de Deus.
Figura perfeita do «justo» do Antigo Testamento, homem de uma fé a toda a prova, no cumprimento da sua missão, mostrará sempre uma disponibilidade total, mesmo nos acontecimentos mais desconcertantes.
Protector providencial de Cristo, continua a sê-lo do Seu Corpo Místico. O exemplo da sua vida é sempre actual para todos quantos querem situar a sua vida na âmbito dos desígnios de salvação do Senhor.

São Cirilo de Jerusalém (315-386)

Nasceu de pais cristãos no ano 315. Sucedeu na Sé de Jerusalém ao bispo Máximo no ano 348. Por causa da sua oposição aos arianos foi mais que uma vez condenado ao exílio. Testemunham a sua actividade pastoral os sermões em que explicava aos fiéis a verdadeira doutrina da fé, a Sagrada Escritura e a Tradição da Igreja. Morreu no ano 386.
 
ORAÇÃO
Senhor, que por meio de São Cirilo, bispo de Jerusalém, revelastes de modo admirável os mistérios da salvação, concedei-nos a graça de conhecer de tal modo a Cristo vosso Filho que possamos participar plenamente da sua vida. Ele que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.
Amén.

quinta-feira, 17 de março de 2011

Quinta-feira, Semana I da Quaresma EVANGELHO Mt 7, 7-12

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus

.Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Pedi e dar-se-vos-á, procurai e encontrareis, batei à porta e abrir-se-vos-á. Porque todo aquele que pede recebe, quem procura encontra e a quem bate à porta abrir-se-á. Qual de vós dará uma pedra a um filho que lhe pede pão, ou uma serpente se lhe pedir peixe? Ora, se vós que sois maus, sabeis dar coisas boas aos vossos filhos, quanto mais o vosso Pai que está nos Céus as dará àqueles que Lhas pedem! Portanto, o que quiserdes que os homens vos façam fazei-lho vós também: esta é a Lei e os Profetas».

«Quem pede recebe»
E no Evangelho é agora o próprio Jesus que insiste em que devemos “pedir”, “procurar”, “bater à porta”. Orar ao Senhor não é humilhante; é antes acto de confiança, afirmação de fé, caminho de paz. Jesus também pediu ao Pai nas horas difíceis. E a penitência é um caminho difícil, mas conduz à libertação pascal. Só o braço poderoso de Deus nos pode fazer passar da escravidão à libertação, da morte à vida.

quarta-feira, 16 de março de 2011

Da Mensagem de Sua Eminência Rev.ª, Cardeal Patriarca de Lisboa, D. José Policarpo para a QUARESMA de 2011

(...)
O desafio da Santidade
3. Seguir Jesus, na radicalidade da sua Páscoa, leva a assumir e a cultivar o desejo de santidade. O ideal da santidade atravessa toda a caminhada histórica do Povo de Deus. E o amor de Deus, tornado mais próximo de nós no amor de Jesus Cristo, é a fonte inspiradora. Quem se sente amado com a ternura transformadora de Deus, deseja amar como Deus ama, retribuir a Deus o seu amor e amar os irmãos como Deus os ama. O próprio Deus desafia o seu Povo a este grau radical de santidade: "Sede santos porque Eu, o vosso Deus, sou Santo" (Lev.19,2). Aqueles que, na sua vida, deram testemunho vivo desta radicalidade do amor, a quem por isso chamamos "santos", são para nós um modelo e um estímulo. Todos podemos ser santos.
(...)
Lisboa, 22 de Fevereiro de 2011, Festa da Cadeira de São Pedro, Apóstolo

+JOSÉ, Cardeal-Patriarca

terça-feira, 15 de março de 2011

Primeira sessão do Concílio de Trento



O Concílio de Trento, realizado de 1545 a 1563, foi o 19º concílio ecuménico. É considerado um dos três concílios fundamentais na Igreja Católica. Foi convocado pelo Papa Paulo III para assegurar a unidade da fé e a disciplina eclesiástica, no contexto da Reforma da Igreja Católica e a reação à divisão então vivida na Europa devido à Reforma Protestante, razão pela qual é denominado como Concílio da Contra-Reforma.



Os decretos tridentinos e os diplomas emanados do concílio, foram as principais fontes do direito eclesiástico durante os 4 séculos seguintes até à promulgação do Código de Direito Canónico em 1917.


Na história de Portugal, o concílio teve grande influência, quer pela participação e apoio dos reis, quer pela influência que os seus decretos tiveram na vida eclesiástica e social do país.

segunda-feira, 14 de março de 2011

Aniversário do Nascimento de Albert Einstein

Einstein era profundamente pacifista, tendo intervindo diversas vezes a favor da paz no mundo e do abandono das armas nucleares.

Uma semana antes de sua morte assinou a sua última carta, endereçada a Bertrand Russell, concordando em que o seu nome fosse incluído numa petição exortando todas as nações a abandonar as armas nucleares.
Cidade do Vaticano, 12 Mar (Ecclesia) - O Papa revelou esta sexta-feira a sua profunda tristeza pelo sismo que atingiu o Japão, através de um telegrama enviado à Conferência Episcopal local.
"Bento XVI exprime proximidade com a população atingida por estes trágicos eventos assegurando a oração pelas vítimas e seus familiares", pode ler-se.

Unamos as nossas oração às do Papa

quarta-feira, 9 de março de 2011

Mensagem de Bento XVI para a Quaresma 2011

«Sepultados com Ele no baptismo, foi também com Ele que ressuscitastes» (cf. Cl 2, 12)

(...)
Queridos irmãos e irmãs, mediante o encontro pessoal com o nosso Redentor e através do jejum, da esmola e da oração, o caminho de conversão rumo à Páscoa leva-nos a redescobrir o nosso Baptismo. Renovemos nesta Quaresma o acolhimento da Graça que Deus nos concedeu naquele momento, para que ilumine e guie todas as nossas acções. Tudo o que o Sacramento significa e realiza, somos chamados a vivê-lo todos os dias num seguimento de Cristo cada vez mais generoso e autêntico. Neste nosso itinerário, confiemo-nos à Virgem Maria, que gerou o Verbo de Deus na fé e na carne, para nos imergir como ela na morte e ressurreição do seu Filho Jesus e ter a vida eterna.
BENEDICTUS PP XVI
(tradução oficial do Vaticano)

terça-feira, 1 de março de 2011

Salmo12,6

Cantarei ao Senhor pelo bem que me fez,

exaltarei o nome do Senhor, cantarei hinos ao Altíssimo.