sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Padre Dâmaso, 1931-2018




"Eu não sou nada de especial, sou apenas um servo de Jesus. Eu não devia ser homenageado. Quem devia ser homenageado era Jesus Cristo, porque eu trabalho só ao serviço de Jesus. Eu sou o criado de Jesus. Nós, padres, não nascemos para ser homenageados, porque somos servos do povo de Deus. Mas sem dúvida nenhuma que me senti honrando, mas sempre a pensar em Jesus."

(Sobre a condecoração com o grau de Grande Oficial da Ordem do Mérito no Dia de Portugal em 2009)
http://www.vozdaverdade.org/site/index.php?id=620&cont_=ver2
- É a verdadeira felicidade da vida. Não há nada mais fantástico na vida do que acreditar em Deus, que é um pai, e em Jesus Cristo, que é o nosso guia. E nós acreditamos nele. Jesus Cristo convida-nos para que sejamos bons e tentemos ser irmãos de todos. Tentemos encher este mundo com felicidade, com Esperança, pois este mundo muitas vezes não tem esperança.

Ler mais em: http://www.cmjornal.pt/mais-cm/domingo/detalhe/padre-damaso-ha-algo-de-anarquico-no-portugues
- É a verdadeira felicidade da vida. Não há nada mais fantástico na vida do que acreditar em Deus, que é um pai, e em Jesus Cristo, que é o nosso guia. E nós acreditamos nele. Jesus Cristo convida-nos para que sejamos bons e tentemos ser irmãos de todos. Tentemos encher este mundo com felicidade, com Esperança, pois este mundo muitas vezes não tem esperança.

Ler mais em: http://www.cmjornal.pt/mais-cm/domingo/detalhe/padre-damaso-ha-algo-de-anarquico-no-portugues
- É a verdadeira felicidade da vida. Não há nada mais fantástico na vida do que acreditar em Deus, que é um pai, e em Jesus Cristo, que é o nosso guia. E nós acreditamos nele. Jesus Cristo convida-nos para que sejamos bons e tentemos ser irmãos de todos. Tentemos encher este mundo com felicidade, com Esperança, pois este mundo muitas vezes não tem esperança.

Ler mais em: http://www.cmjornal.pt/mais-cm/domingo/detalhe/padre-damaso-ha-algo-de-anarquico-no-portugues
É a verdadeira felicidade da vida. Não há nada mais fantástico na vida do que acreditar em Deus, que é um pai, e em Jesus Cristo, que é o nosso guia. E nós acreditamos nele. Jesus Cristo convida-nos para que sejamos bons e tentemos ser irmãos de todos. Tentemos encher este mundo com felicidade, com Esperança, pois este mundo muitas vezes não tem esperança.

Ler mais em: http://www.cmjornal.pt/mais-cm/domingo/detalhe/padre-damaso-ha-algo-de-anarquico-no-portugues
É a verdadeira felicidade da vida. Não há nada mais fantástico na vida do que acreditar em Deus, que é um pai, e em Jesus Cristo, que é o nosso guia. E nós acreditamos nele. Jesus Cristo convida-nos para que sejamos bons e tentemos ser irmãos de todos. Tentemos encher este mundo com felicidade, com Esperança, pois este mundo muitas vezes não tem esperança.

Ler mais em: http://www.cmjornal.pt/mais-cm/domingo/detalhe/padre-damaso-ha-algo-de-anarquico-no-portugues

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Santos Francisco e Jacinta Mar


Resultado de imagem para são francisco e santa jacinta

A Igreja Católica celebra hoje, pela primeira vez, a festa litúrgica dos Santos Francisco e Jacinta Marto, videntes de Fátima que foram canonizados a 13 de maio de 2017 pelo Papa Francisco.

A canonização aconteceu no início da Missa da primeira peregrinação aniversária do Centenário das Aparições, quando Francisco proferiu a fórmula de canonização, em português: “Declaramos e definimos como Santos os Beatos Francisco Marto e Jacinta Marto e inscrevemo-los no Catálogo dos Santos, estabelecendo que, em toda a Igreja, sejam devotamente honrados entre os Santos. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo”.

Fátima, 20 Fevereiro 2018 (Ecclesia)

Resultado de imagem para hino dos pastorinhos

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

11 de Fevereiro - Dia Mundial do Doente

Foto de Comissão Nacional da Pastoral da Saúde.
"O Papa Francisco, na Mensagem para o Dia Mundial do Doente 2018, ao recordar o coração materno de Maria e a vocação materna da Igreja, apela a que vivamos esta dimensão nas circunstâncias concretas em que nos encontramos.
O Papa dirige-se, em primeiro lugar, aos doentes. E, logo a seguir, a todos os que, de uma forma ou de outra, estão ao pé dos doentes: os profissionais de saúde, os familiares, os que os visitam, os que cuidam deles.
Tanto quanto de si depende, procure desenvolver uma acção que corresponda a este apelo. E, se puder, não deixe de nos informar (à Comissão Nacional da Pastoral da Saúde) sobre o que no seu âmbito – a nível diocesano, paroquial, da capelania hospitalar, ... – conseguiu realizar. Dar boas notícias, partilhar boas práticas a este respeito é também certamente anunciar o Evangelho da Vida."

P. José Manuel Pereira de Almeida
Coordenador Nacional da Pastoral da Saúde