.

.
ESTIVEMOS CÁ TODO O VERÃO, E ESTAMOS NO OUTONO E NO INVERNO!
...

domingo, 27 de abril de 2014

Canonização dos Papas João Paulo II e João XXIII


Durante a viagem de regresso do Brasil em Agosto de 2013 o Papa justificou a decisão de juntar no mesmo dia a canonização dos seus dois predecessores: 

"Fazer a cerimónia de canonização dos dois juntos quer ser uma mensagem para a Igreja: estes dois são bons, eles são bons, são dois bons".

quinta-feira, 24 de abril de 2014


Dia Internacional do Milho


Dia Internacional do Milho celebra-se a 24 de Abril. Dia Internacional do Milho relembra a importância deste alimento ao longo da história.

O milho tem sido um alimento comum a várias culturas mundiais. É um dos imentos com mais nutrientes existente, pelo que é largamente utilizado como alimento humano ou raçao para humanos.

Estima-se que se produzam milhões de toneladas anualmente, para consumo directo ou como ingrediente. Pode ser comido de várias formas e normalmente as crianças gostam do seu sabor.

quarta-feira, 23 de abril de 2014

A Primavera é linda!

"A Primavera é linda!": Video mapping de volta a Lisboa



O Terreiro do Paço celebra a chegada da Primavera com mais um espectáculo de 'video mapping'. A exibição multimédia arranca esta segunda-feira e termina no dia 23 de Abril. Como sempre, a entrada é gratuita. 

Depois do grande sucesso de "Arco de Luz" e "Circo de Luz", assistido por centenas de milhares de pessoas, Lisboa volta a acolher o espectáculo "A Primavera é linda!", inspirado no tema da Páscoa e nesta estação do ano.

Leia mais em:
http://boasnoticias.sapo.pt/noticias_a-primavera-e-linda-video-mapping-de-volta-a-lisboa-_19387.html?page=0

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Sexta-Feira Santa



Meu povo, que te fiz Eu? Em que te contristei? Responde-Me.

1. Para te salvar, flagelei os Egípcios
e os seus filhos primogénitos;
e tu me entregaste à morte / depois de Me teres flagelado!

2. Libertei-te do Egipto / submergindo o Faraó no Mar Vermelho,
e tu Me entregaste / aos príncipes dos sacerdotes!

3. Abri o mar / diante de ti: / e tu Me abriste o peito / com uma lança!

4. Caminhei à tua frente / numa coluna de nuvem:
e tu Me conduziste / ao pretório de Pilatos!

5. Alimentei-te / com maná no deserto
e tu Me feriste / com bofetadas e açoites!

6. Matei-te a sede / com água saída do rochedo;
e tu Me deste a beber / fel e vinagre!

7. Para te salvar / feri os reis de Canaã:
e tu Me feriste a cabeça / com uma cana.

8. Dei-te o ceptro real: /
e tu Me colocaste na cabeça / uma coroa de espinhos.

9. Pelo meu poder / elevei-te acima dos outros povos:
e tu Me suspendeste / no patíbulo da cruz!

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Quinta feira Santa

É o último dia da Quaresma e, ao mesmo tempo, a partir da Missa Vespertina, a inauguração do Tríduo Pascal. Em latim, o seu nome clássico é «Feria V in Coena Domini».  É o dia em que Cristo, na sua ceia de despedida,  instituiu a Eucaristia, deu a grande lição de humilde serviço, lavando os pés aos seus apóstolos, e constituindo-os sacerdotes mediadores da sua Palavra, dos seus sacramentos e da sua salvação.


in
http://www.portal.ecclesia.pt/ecclesiaout/liturgia/liturgia_site/dicionario/dici_ver.asp?cod_dici=364

terça-feira, 15 de abril de 2014

Monte das Oliveiras

Monte das Oliveiras

O Monte das Oliveiras está no leste da Cidade Antiga de Jerusalém, em Israel. É formado por três picos, atingindo, no seu máximo, 818 metros. Foi o palco de muitos ensinamentos transmitidos por Jesus. A altura do Monte das Oliveiras proporciona uma vista magnífica para a Cidade Antiga de Jerusalém e para o Monte do Templo. 
Monte das Oliveiras

segunda-feira, 7 de abril de 2014

100 Anos de Presença Viva

Assim se lavrou a acta há 100 atrás:

“Aos 7 dias de Abril de mil novecentos e catorze n’uma das salas do Paço do Campo de Sant’Anna, pelas trez horas da tarde, sob a presidência de Sua Eminencia o senhor D. António Mendes Bello, Cardeal Patriarca de Lisboa, que convidou para primeira secretária Maria da Graça de Figueira e para segunda secretária a Senhora D. Elisa Bravo Borges, que toda a Assembleia aclamou, reuniram-se várias senhoras e cavalheiros que Sua Eminencia se dignou convidar e a quem em breves e eloquentes palavras cheias de uncção e zelo apostólico explicou, que o fim d’aquella reunião era o de fundar em Portugal um ramo da Associação Catholica Internacional de Protecção às Raparigas, regosijando-se Sua Eminencia por se formar na nossa querida Pátria uma associação de tão elevado alcance social e cuja necessidade se tornava cada dia mais evidente.”