5ª Feira da Ascensão

5ª Feira da Ascensão
5ª Feira da Espiga, em Portugal
...

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Lembrar



A 27 de Janeiro de 1945, as tropas soviéticas entravam no campo de concentração de Auschwitz - foi há precisamente 70 anos. Para assinalar um dia histórico, o Expresso disponibiliza online um texto publicado originalmente a 28 de Janeiro de 1995, onde alguns dos sobreviventes evocam o drama e se reflecte sobre um episódio julgado impensável.


Linha férrea que conduzia à entrada do campo de Auschwitz


Tudo começara em 1940. As autoridades alemãs encomendaram a tarefa de organizar o campo a Rudolf Hoess, um oficial das SS que fora antes comandante do campo de concentração de Sachsenchausen. O campo tinha de ser organizado porque já não havia lugar nos cárceres da Silésia (sul da Polónia). Lá deveriam ser alojados os presos de guerra, os presos políticos e, principalmente, os representantes das nações condenadas a desaparecer: os judeus e os ciganos. Teriam de trabalhar na indústria militar da zona e também nas explorações agrícolas. O primeiro carregamento de presos polacos chegou a Auschwitz a 14 de Junho de 1940.
Hoje em dia, no cemitério de Auschwitz, podem contemplar-se milhares de óculos, dezenas de milhares de escovas, pentes e pincéis. Uma sala inteira está cheia de pratos e travessas. Noutra amontoam-se milhares de sapatos. Uma pequena parte do que deve ter restado de centenas de milhares de homens, mulheres e crianças, gaseados e queimados nos fornos crematórios de Auschwitz-Birkenau.
Ler mais: http://expresso.sapo.pt/oficio-de-matar=f908141#ixzz3Q1W6mdvX

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Ano Internacional da Luz



É comum a afirmação de que “não poderíamos viver sem ela” e é também tido como certo que, sem luz, a vida não existiria. Em termos científicos, “luz” abrange toda a gama de radiações electromagnéticas desde as ondas muito longas (ondas rádio) até às mais energéticas, correspondentes a frequências muito elevadas (como raios X e raios gama). É toda essa “luz” que será abordada no programa que se prepara para preencher o Ano Internacional da Luz.

Foi em Dezembro de 2013 que a Assembleia-Geral das Nações Unidas (ONU) proclamou 2015 como o ano em que a Organização para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) promoveria a cooperação com outras entidades para o desenvolvimento de acções de sensibilização de políticos e cidadãos em geral – a nível mundial – para a importância da luz na vida e no bem-estar geral.


in: 
http://www.superinteressante.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=2857:2015-ano-internacional-da-luz&catid=33:cacadores-de-estrelas&Itemid=124

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

A viagem de Francisco à Ásia. 'Sentia que tinha que estar aqui'



Foram seis dias de emoção, muitas lágrimas e milhões de pessoas nas ruas. O Papa Francisco visitou o Sri Lanka e as Filipinas, dando especial atenção às crianças e às vítimas das tragédias.









Veja a reportagem da Rádio Renascença aqui:

A viagem de Francisco à Ásia. 'Sentia que tinha que estar aqui'

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Santo António de Lisboa proclamado Doutor da Igreja em Carta Apostólica



Pio XII, para perpétua memória.

Exulta, ó feliz Lusitânia; regozija-te, ó feliz Pádua, porque a terra e o céu vos deram um homem que, qual astro luminoso, não menos brilhante pela santidade da vida e pela insigne fama dos milagres do que pelo esplendor da doutrina, iluminou e continua a iluminar todo o universo!

Antônio nasceu em Lisboa, a primeira cidade de Portugal, de pais cristãos, ilustres por virtude e sangue. Pode deduzir-se de muitos e certos indícios que desde os primeiros albores da vida, foi abundantemente enriquecido pela mão do Onipotente com os tesouros da inocência e da sabedoria.
(...)
Estando assim as coisas, Nós, por Nossa espontânea e boa vontade, secundando o desejo de todos os Franciscanos e de todos os demais citados, pelo teor da presente carta, de ciência certa e com madura deliberação e com a plenitude do poder apostólico, constituímos e declaramos a Santo Antônio de Pádua, Confessor, Doutor da Igreja universal, sem que possam obstar as Constituições e Ordenações Apostólicas e qualquer outra coisa em contrário. E isto o estabelecemos, decretando que a presente carta deva ser e permanecer sempre firme, válida e eficaz, e surta e obtenha o seu pleno e inteiro efeito, que assim, e não de outra maneira se deva julgar e definir; como também, a partir deste momento, declaramos inválido e nulo tudo quanto porventura intente contra as preditas disposições qualquer pessoa ou autoridade por conhecimento ou por ignorância.


Dada em Roma, junto de São Pedro, sob o anel do Pescador, no dia 16 de janeiro, festa dos Protomártires Franciscanos, no ano de 1946, sétimo do nosso Pontificado.


in: http://www.franciscanos.org.br/?p=18117#sthash.GGNYKzgj.dpuf

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

O Papa Francisco nas Filipinas

Policiais filipinos, que integram esquema de segurança para visita do papa a Manila. 15/1/2015 REUTERS/ Cheryl Ravelo
O Papa chegou esta quinta-feira às Filipinas, a segunda e última paragem da visita pastoral à Ásia. Depois do périplo de dois dias pelo Sri Lanka, Francisco foi recebido em Manila por uma multidão em clima de festa.

À sua espera estava o Presidente da República das Filipinas, Benigno Simeon “Noyoy” Aquino III, com quem vai reunir na sexta-feira.

Francisco vai percorrer num automóvel aberto as ruas de Manila, ao longo das quais estão milhares de pessoas para saudar o Papa argentino, até à Nunciatura Apostólica onde vai ficar alojado.

Nos próximos três dias, o Papa vai levar uma mensagem de misericórdia e compaixão a um país que tem sido devastado por catástrofes naturais.


As Filipinas são o maior país católico do continente asiático e o terceiro do mundo, só ultrapassado pelo Brasil e México em número de fiéis.

É a terceira vez que um Papa visita o país.

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Brinquedos portugueses da Science4you vão chegar à Ásia e aos Estados Unidos



Empresa duplicou vendas em 2014 e já fatura dois milhões de euros lá fora. Produção totalmente feita em Portugal, e não na China, é uma das grandes mais-valias da marca, que este ano inventou 120 novos brinquedos, elevando para 350 o total de produtos"A nossa principal vantagem competitiva, por incrível que pareça, é estarmos e produzirmos em Portugal", diz ao Dinheiro Vivo o CEO da Science4you, Miguel Pina Martins. A empresa tem uma fábrica no Prior Velho que recebe e monta os componentes vindos de todos os lados do país - as caixas vêm de Águeda, os manuais do Seixal, as caixas de cartão de Torres Vedras, os moldes de plástico da Marinha Grande, o bicarbonato vem da Ajuda. Em três semanas, a empresa consegue ter uma encomenda pronta, ao contrário do que acontece com as fábricas na China - para onde a indústria dos brinquedos passou a maioria da produção nos últimos dez anos - que demoram cerca de seis meses.

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

O Papa no Sri Lanka

O Papa Francisco é visto ao lado do presidente do Sri Lanka, Maithripala Sirisena, durante cerimônia de recepção ao país nesta terça-feira (13) (Foto: Giuseppe Cacace/AFP)
O Papa Francisco ao lado do presidente do Sri Lanka, Maithripala Sirisena, durante a cerimónia de recepção naquelepaís nesta terça-feira (13) (Foto: Giuseppe Cacace/AFP)

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

5º Aniversário do Terramoto no Haiti


Haiti: Cooperação e plenitude do homem são caminhos para reconstrução de um país

D.R.

O Papa Francisco disse hoje (Sábado) que a reconstrução de um país nunca será atingida se não colocar no centro “a pessoa na sua plenitude”, respeitando as necessidades que tem a nível material e espiritual.

“Não existe uma verdadeira reconstrução de um país sem reconstruir a pessoa na sua plenitude. Isto significa garantir que todas as pessoas no Haiti tenham o necessário do ponto de vista material, mas ao mesmo tempo que possam viver a própria liberdade, a própria responsabilidade, a própria vida espiritual e religiosa”, afirmou esta manhã o Papa aos participantes do encontro no âmbito do 5º aniversário do terramoto no Haiti.

Em Janeiro de 2010 a ilha do Haiti foi atingida por um terramoto, próximo da capital Port-au-Prince, provocando a morte a cerca de 230 mil pessoas, destruindo infraestruturas, afetando, ainda hoje, quase 3 milhões de pessoas.

Num discurso onde a ajuda prestada até ao momento foi enaltecida, Francisco quis apontar para a necessidade de se trabalhar em conjunto “ultrapassando as barreiras do individualismo” e apostando na cooperação entre as acções “humanitárias” e “pastorais”.
Aos participantes Francisco apontou a “contradição” que é viver separado, convidando a “reforçar todas as metodologias que permitem trabalhar juntos”.
“Nesta fase de reconstrução, a atividade humanitária e pastoral não são concorrentes, mas complementares, têm ambas o mesmo sonho: contribuir juntas para formar no Haiti pessoas maduras e cristãos que se gastam para o bem dos irmãos”.

Aos bispos daquele país caribenho o Papa pediu que ajudem a construir uma Igreja “mais viva e fecunda”, “zelo e comunhão” para suscitar um “renovado compromisso na formação cristã e na evangelização alegre e frutuosa”.

O encontro com os membros do Conselho Pontifício ‘Cor Unum’, que coordena a ação das organizações caritativas católicas, e da Comissão Pontifícia para a América Latina vai prolongar-se durante o dia.
Na parte da tarde será dado espaço aos testemunhos daqueles que trabalham no contexto da reconstrução, havendo posteriormente um espaço comum de discussão e debate sobre os critérios de ação e prioridades para o futuro.
No fim dos trabalhos, D. Giampietro Dal Toso, secretário do Pontifício Conselho "Cor Unum", fará uma síntese conclusiva sobre os problemas e as perspectivas a serem abordadas no futuro.

O Secretário de Estado, D. Pietro Parolin preside à celebração eucarística no fim do dia.

A Caritas portuguesa vai assinalar, esta segunda-feira, o trabalho que tem realizado para que as populações locais “mais atingidas” recuperarem do drama que viveram e retomarem as suas vidas.

Desde 2010, foram implementados “mais de 30 projectos financiados por 12 países” incluindo Portugal, nas áreas “da alimentação, saúde, recursos hídricos, educação, emprego, habitação e capacitação social”, assinala um comunicado enviado à Agência ECCLESIA.

JCP/LS
Agência Ecclesia 10 de Janeiro de 2015 

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Coimbra cria nanopartícula 'ninja' que combate tumores



Foi a TREAT U, uma empresa spin-off da Universidade de Coimbra criada em 2010, que desenvolveu esta nanopartícula revolucionária ao nível dos tratamentos de quimioterapia.
Coimbra cria nanopartícula 'ninja' que combate tumores
"A PEGASEMP é 80 vezes mais pequena do que uma célula. Quando administrada na corrente sanguínea do paciente, reconhece tumores e liberta o tratamento de quimioterapia como se de uma granada se tratasse", explica ao Boas Notícias a investigadora Vera Dantas Moura (na foto), sócia fundadora da TREAT U.

Além de actuar de forma mais dirigida e inteligente, outra característica desta nanopartícula que promete aumentar a eficácia das terapias oncológicas é o facto de "reduzir os efeitos nas células saudáveis ao diminuir a acumulação do fármaco nos órgãos que não têm lesão, o que não acontece com outros tratamentos de quimioterapia convencionais".

Este tratamento, que é administrado por via intravenosa, já foi testado com sucesso em ratinhos com cancro. Os bons resultados da equipa da TREAT U foram reconhecidos nos EUA, onde a PEGASEMP já conquistou duas patentes. Uma situação que “valida o potencial desta nanopartícula no mercado das terapias oncológicas em que se insere”, defende a investigadora, de 33 anos.
O novo tratamento poderá entrar no mercado em 2017.

Leia a notícia completa em:
http://boasnoticias.pt//noticia.php?noticia=_18377&page=0

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

DIA DE REIS

Hoje,
Dia de Reis,
o Self-service oferece uma fatia de Bolo Rei
aos seus Clientes.

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

NOVO CARDEAL DE LISBOA

O Patriarca de Lisboa será Cardeal. D. Manuel Clemente foi este domingo nomeado pelo Papa Francisco para o novo título.

sábado, 3 de janeiro de 2015