.

.
ESTIVEMOS CÁ TODO O VERÃO, E ESTAMOS NO OUTONO E NO INVERNO!
...

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Alegrias Natalícias

DOMINGO III DO ADVENTO Ano C
"Que devemos fazer?”
Lc 3, 10

Por entre o stress natalício, que se contagia como “vírus” na publicidade televisiva, nas ruas do centro de qualquer cidade ou nos espaços comerciais, surge este “domingo da alegria” a antecipar o nascimento de Jesus. Claro que as alegrias parecem apontar mais para o “frisépio”, ou a “consolada”, bem documentadas pela “natelfie”, e com a promessa segura de presentes para a pequenada que correspondeu positivamente ao “porta-te bem”! Percebo que celebrar o nascimento de um Deus nascido pobre não diga muito ao “homo consumens” (perdoem-me os latinistas!) em que nos transformámos, mas a massificação da dádiva e da partilha que os presentes deviam exprimir também não traz alegrias duradouras!

João Baptista não é propriamente um “retrato” da alegria. Mas não deixou sem resposta as multidões, os publicanos e os soldados que lhe perguntaram: “Que devemos fazer?” Quantas vezes fazemos esta pergunta no nosso íntimo, aos nossos valores e convicções, a pais ou amigos, enfim, a Deus? Valorizamos o sentido dos deveres na educação dos mais novos, e nas responsabilidades que assumimos em sociedade?
(...)

Três leituras como presentes de Natal. Porque a alegria não é apenas “fogo de vista” mas também pensar no “que devemos fazer”!

P. Vítor Gonçalves

Ficou com curiosidade? Leia todo o artigo do Padre Vítor Gonçalves na Voz da Verdade desta semana ou no link abaixo.


Vamos preparar o Natal!